sábado, 10 de novembro de 2007

Friiiiiiiiiiiiiiiiiiio (e outras coisas melhores).

Ontem foi, provavelmente, o dia mais frio que tive desde que cheguei a França. Ontem também foi a primeira vez que fui à piscina da Cité Universitaire e à biblioteca da Maison International, portanto... foi um dia cheio de coisas novas. Bem, uma coisa de cada vez!

Está frio. E ainda é apenas o princípio... esta era uma das coisas que me assustava um bocadinho quando pensava em vir para aqui em Erasmus. Claro, friorenta como eu sou... O que me irrita é pensar que ontem já tinha duas camisolas, um casaco, um cachecol, uma boina e luvas - e que, ainda assim, tinha frio! O que é que é suposto eu vestir mais?! Acho que vou ter de descobrir isso em breve. Afinal, prevêem 5 graus de máxima e -3 de mínima para sábado que vem... :| Eeek!

Mas ok, o ser humano é adaptável, tudo há-de correr bem. Passemos das lamúrias a coisas mais bonitas: a biblioteca da Maison International. Imaginem uma sala com uma arquitectura fabulosa, decorada com fotografias lindíssimas e com imensos livros muito bem encadernados, contando-se entre eles dezenas de enciclopédias jurídicas e dicionários de todas as línguas! :] Yummy, não é? Fui estudar para lá ontem e acho que hoje vou voltar a passar lá o dia. Assim, até sabe melhor!

À hora de almoço, resolvi estrear-me na natação livre. A piscina é no nível -2 da Maison International. Instalações velhas, escuras, balneários mistos, chuveiros separados por paredes que me chegam pelo ombro, pistas tão estreitas que as pessoas batem com os braços e pernas umas nas outras se não se encolherem. Sem comentários...

Depois das aulas da tarde, fui com o Simão e a Patrícia jantar a Les Halles e seguimos para a Flèche d'Or (para variar), onde assistimos a três concertos. Ou antes, a dois e meio, que o último estava a ser um bocado... impossível de aguentar. :P

O primeiro grupo a actuar foi The Delano Orchestra, uma banda francesa, e, na minha opinião, a melhor da noite (apesar de ter funcionado como banda de abertura para as duas estrangeiras...). Além das guitarras, baixo, bateria e teclas, eles traziam uma trompete - elemento decisivo, porque tornou todo o som deles muito mais rico e interessante. A clara influência de Sigur Rós, Radiohead e Mew deixou-me bastante satisfeita: percebia-se que eles gostavam daquilo, mas sem copiar. Enfim, banda a não perder de vista, seguramente!

A seguir, entraram em palco os britânicos Mr. Hudson & The Library: um excelente concerto, mas um tipo de música que não me diz absolutamente nada. Destaque para a energia e qualidade da voz de Joy Joseph, bem como para a capacidade que tinha o vocalista principal, Mr. Hudson, para introduzir na letra elementos do ambiente que nos rodeava. Uma prestação excelente, mas... que me custou um bocadinho a aguentar até ao fim.

Depois de Mr. Hudson, foi a vez de Radio LXMBRG, uma banda sueca que me desiludiu tremendamente: música fraca, presença em palco absolutamente irritante (o vocalista era abichanado no pior sentido possível da coisa) e uma atitude presunçosa muito pouco digna de cabeças de cartaz (ainda para mais, com qualidade inferior à banda de abertura...). Claro, fomos embora a meio do concerto, aquilo era mau demais.

Depois da Flèche, ainda tivemos tempo para um croissant e para apanhar o metro para casa - afinal até é bom que os franceses tenham esta mania de começar os concertos às 20h30... :] quando precisamos de acordar cedo para estudar no dia a seguir, sabe bem. Claro que, chegados a casa sem sono nenhum, ainda fomos beber um chazinho na cozinha...

E pronto, hoje será um dia inteiramente dedicado ao estudo. Talvez à noite vá a algum lado, mas... tenho de trabalhar muito antes de lá chegar. C'est la vie!

2 comentários:

Anónimo disse...

Quem me dera a mim que aqui fosse concertos todas as noites. ahahah.
E o frio. O frio... Esse não há meio de cá chegar. Ainda anda tudo estilo verão que o tempo aqui ainda está quente e solarento.
Mas ainda bem que te podes divertir assim. :D

Beijos grandes ;*

Mafalda disse...

eu tenho tantas saudades do frio *.*
ainda ando de t-shirt de manhã à noite...a única vez q vesti casaco foi por ter que estar mais de 2.30h sentada a ver 2 treinos/jogos de softball da Tori...
mas acho que pelo menos por 2 dias vou ter frio em dezembro quando estiver em S. Francisco! lol
beijinhos